Seguros do Barclays – Vendidos a Bankinter e Mapfre

29 de Dezembro, 2015 | por CFinanceiro

A venda dos seguros do Barclays, por 75 milhões, está a ser analisada pela Autoridade da Concorrência. Quem quiser comentar a operação, pode fazê-lo nos próximos dez dias úteis. O Bankinter espera concluir toda a operação em 2016.

A Autoridade da Concorrência já está a analisar a compra da actividade de seguros do Barclays em Portugal pelos espanhóis Bankinter e Mapfre. A operação insere-se na saída do banco britânico da área de retalho nacional. Ainda não há novidades sobre a outra parte do negócio, que envolve a venda do negócio bancário tradicional do Barclays ao Bankinter.
“A operação de concentração em causa consiste na aquisição, pelo Bankinter Seguros de Vida, Seguros e Reseguros, do controlo exclusivo de activos do Barclays Vida y Pensiones Compañia de Seguros, sucursal em Portugal”, assinala o aviso da Concorrência publicado em jornais portugueses esta segunda-feira, 28 de Dezembro.
A empresa compradora é detida, em partes iguais, por dois grupos espanhóis: o banco Bankinter e a seguradora Mapfre. A companhia que está a ser adquirida é a do negócio segurador, do ramo vida, do Barclays. A operação é concretizada por 75 milhões de euros, sendo que o esforço é repartido, em partes iguais, pelo Bankinter e pela Mapfre. A sucursal do ramo vida do Barclays registou um lucro líquido de 12,7 milhões de euros em 2014.
Qualquer interessado em pronunciar-se sobre a operação tem 10 dias úteis para fazer chegar a sua opinião. Normalmente, é um período habitual para que os concorrentes façam notar a sua perspectiva sobre o negócio. O Santander Totta, que tem capitais espanhóis tal como o Bankinter, já se pronunciou publicamente dizendo não recear a concentração: “Sai um concorrente, entra outro”, afirmou António Vieira Monteiro em Novembro.
Este negócio é um dos dois que envolve a saída do Barclays dos negócios bancário e segurador tradicionais em Portugal: a outra parte é a compra, por 100 milhões de euros, apenas pelo Bankinter, dos clientes e da rede de 84 agências que o banco britânico tem em Portugal. Na operação, transitam igualmente 1.002 colaboradores. O Barclays ficará, em Portugal, apenas com multinacionais e grandes clientes.
Fonte: www.jornaldenegocios.pt

Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

Compensa fazer os seguros “fora” do banco onde tem ou vai fazer o seu Crédito Habitação? Barclays 05-2012

3 de Maio, 2012 | por CFinanceiro

No Barclays a penalização de fazer o seguro vida “fora” do banco subiu para  0,2% nos novos créditos, a cobertura exigida pelo banco é a IAD (Invalidez Absoluta e Definitiva) com taxa de cobertura de 50% para cada proponente. Na nossa opinião é uma cobertura muito baixa, aliás o próprio banco quando os clientes se deslocam aos balcões acabam por sugerir a cobertura ITP (Invalidez Total e Permanente), é a cobertura mais completa e a que também recomendamos!
Esta questão das coberturas mais baixas justifica se com o facto de alguns bancos quererem atrair os clientes com Taer´s mais baixas, as chamadas “engenharias financeiras”! Na nossa opinião não é a forma mais correcta de captar clientes mas não há nada de ilegal nesta situação, embora muitos clientes sentem se enganados com este tipo de situações principalmente os que desejam coberturas mais completas nos seguros vida.
Foram feitas 3 simulações para as idades de 35, 40, 45 de cada 1 dos proponentes(2 proponentes), para o financiamento de 150.000€.
Segue a tabela de comparação para a cobertura que recomendamos ITP, o seguro em comparação com o do Barclays tem ainda a cobertura Morte por Acidente de Circulação(Caso o falecimento de qualquer uma das Pessoas Seguras ocorra em virtude de um Acidente de Circulação, e de acordo com o previsto nesta cobertura complementar garantem o pagamento, ao(s) Beneficiário(s) designado(s) para o efeito, de um montante igual ao valor do capital em dívida que vier a ser liquidado pela cobertura principal de Morte)

 Outros artigos relacionados:

Compensa fazer os seguros “fora” do banco onde tem ou vai fazer o seu Crédito Habitação? Barclays 05-2011

Saiba quanto pode poupar com a transferência do seguro vida do seu crédito!


Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

Compensa fazer os seguros "fora" do banco onde tem ou vai fazer o seu Crédito Habitação? Barclays 05-2011

17 de Maio, 2011 | por CFinanceiro

No Barclays a penalização de fazer o seguro vida “fora” do banco é de 0,175%, a cobertura exigida pelo banco é a IAD (Invalidez Absoluta e Definitiva) com taxa de cobertura de 50% para cada proponente. Na nossa opinião é uma cobertura muito baixa, aliás o próprio banco quando os clientes se deslocam aos balcões acabam por sugerir a cobertura ITP (Invalidez Total e Permanente), é a cobertura mais completa e a que também recomendamos!
Esta questão das coberturas mais baixas justifica se com o facto de alguns bancos quererem atrair os clientes com Taer´s mais baixas, as chamadas “engenharias financeiras”! Na nossa opinião não é a forma mais correcta de captar clientes mas não há nada de ilegal nesta situação, embora muitos clientes sentem se enganados com este tipo de situações principalmente os que desejam coberturas mais completas nos seguros vida.
Foram feitas 3 simulações para as idades de 35, 40, 45 de cada 1 dos proponentes, para o financiamento de 150.000€.
Segue a tabela de comparação:

Interessado em receber uma simulação do seguro em análise?
Se estiver interessado ou tiver dúvidas, por favor preencha o formulário abaixo, com o máximo de informação possível.


Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

Calculadora de Taxa de Esforço

 

NO POPUP AVAILABLE!!