Compensa ter o seguro vida do crédito habitação no Bankinter?

3 de Outubro, 2018 | por CFinanceiro

Ter o seguro vida do crédito habitação bankinter, bonifica no spread. Será que essa bonificação é suficiente para manter os seguro vida lá?

A cobertura exigida pelo Bankinter é IAD (Invalidez Absoluta e Permanente), como se não bastasse ter a cobertura de invalidez mais baixa ainda colocam apenas cobertura de 50% para cada segurado. Em caso de morte de um dos segurados só metade do crédito fica pago pelo seguro.
Nós recomendamos a cobertura ITP (Invalidez Total e Permanente), é a cobertura mais completa. De qualquer forma vamos fazer comparação para as duas coberturas.
Manter o seguro vida do crédito habitação bankinter bonifica o spread em 0,5%, o Bankinter é um dos bancos que se “agarra” ao seguro vida com mais força, na tabela já vamos perceber porque!
Para fazermos a comparação, fizemos 3 simulações para casais ambos com as idades de 30, 40 e 50 dos proponentes, para um financiamento de 150.000€. Tivemos em atenção as novas regras do Banco de Portugal nos prazos máximos dos créditos.
Na nossa opinião não compensa manter o seguro vida do crédito habitação bankinter! Mesmo na única situação em que compensa, está assumir o risco de ficar apenas com metade do crédito pago.  Este é um daqueles casos em que o spread diz pouco, o spread não é assim tão importante!
Não perca mais tempo comece já a poupar no seu seguro vida, peça já uma simulação e POUPE MILHARES de EUROS!
Outras comparações:

Millennium BCP – COMPENSA TER O SEGURO VIDA DO CRÉDITO HABITAÇÃO NO MILLENNIUM BCP?
Santander TottaCOMPENSA TER O SEGURO VIDA DO CRÉDITO HABITAÇÃO NO SANTANDER TOTTA?
Banco CTT – COMPENSA TER O SEGURO VIDA DO CRÉDITO HABITAÇÃO NO BANCO CTT?

 
Deixamos algumas dicas de como pode convencer os bancos a dar-lhe as melhores condições no crédito habitação. O que será que é mais valorizado pelos bancos hoje em dia para lhe conseguirem as melhores condições? 6 dicas para conseguir o melhor crédito habitação
 
Siga nos no Instagram, dicas regulares sobre finanças pessoais:
https://www.instagram.com/conselhos_consultor/


Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

Bankinter conquista “Prémio Cinco Estrelas” na categoria Conta Ordenado

18 de Janeiro, 2018 | por CFinanceiro

 

  • O Bankinter acaba de conquistar um “Prémio Cinco Estrelas” com a sua “Conta Mais Ordenado”.
  • Lançada em Portugal no final de 2016, a Conta Mais Ordenado Bankinter é uma conta à ordem que oferece uma remuneração de 5% TANB, durante o primeiro ano e 2% TANB no segundo ano (até um saldo de 5.000€).

18/01/2018 – O Bankinter acaba de ver a sua Conta Mais Ordenado ser distinguida com o “Prémio Cinco Estrelas” como a melhor Conta Ordenado, com um nível de satisfação global de 74,10% nos inquéritos realizados a mais de 1.000 consumidores.
A “Conta Mais Ordenado” Bankinter é uma conta à ordem sem comissão de manutenção e com uma remuneração de 5% TANB no primeiro ano, até um saldo de 5.000€. No segundo ano a nova conta à ordem do Bankinter apresenta uma remuneração semestral de 2% TANB.
O Prémio Cinco Estrelas é uma certificação baseada na metodologia mais completa, rigorosa e flexível do mercado, a qual resulta da avaliação que é feita por consumidores finais ou por profissionais, em 3 situações distintas e complementares: Comité de Avaliação; Testes de Experimentação e Questionários de Avaliação Massificada.
Os testes são conduzidos por entidades especializadas em estudos de mercado, que os desenvolvem segundo uma metodologia própria, mediante as necessidades específicas de cada segmento de consumo do Produto ou Serviço candidato. Cada produto ou serviço candidato é incluído numa categoria de acordo com a sua tipologia de consumo e tendo em conta a funcionalidade do produto ou serviço.
Os vencedores são encontrados com base em métricas pré-definidas. Em cada categoria de consumo é apurado apenas um vencedor, que é o candidato que conseguir a classificação mais elevada, sendo o mínimo exigido de 7 em 10.
“Temos a saudável ambição de continuar a crescer em Portugal e de sermos uma referência no mercado nacional. A atribuição do “Prémio Cinco Estrelas” à nossa Conta Ordenado, um produto bancário com características únicas no mercado nacional, é a prova de que os consumidores portugueses valorizam de forma muito positiva a nossa proposta”, afirma Alberto Ramos, Country Manager do Bankinter Portugal.
Sobre o Bankinter
O Bankinter é uma das entidades financeiras mais sólidas, solventes e rentáveis de Espanha. O Banco terminou o terceiro trimestre de 2017 com um resultado líquido de 376 milhões de euros, um sólido rácio de capital CET1 fully loaded de 11,5% e uma taxa de incumprimento de 3,72%, resultado de uma gestão rigorosa dos riscos. Para mais informação pode consultar a Web Corporativa Bankinter Portugal: https://webcorporativa.bankinter.pt


Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

270 Visualizações

Bankinter arranca com spreads desde 1,5%

5 de Abril, 2016 | por CFinanceiro

Bankinter estreia-se com “spreads” baixos no crédito habitação

Bankinter vai apostar no crédito habitação. Chega com “spreads” baixos, mas mais alto do que o que pratica em Espanha.
“Spreads muito competitivos, desde 1,5%*”, conforme se pode ler no site do Bankinter. E reflecte também a tão aguardada “taxa negativa” como podemos verificar:
“* TAEG de 2,143%. Exemplo para um financiamento de €150.000,00, à Taxa Anual Nominal (TAN) variável de 1,492% (resultante do indexante – média aritmética simples das cotações diárias da Euribor a 12 meses do mês de Fevereiro de 2016, aplicável no mês de Março de 2016, na Base 360 dias, arredondada à milésima, de -0,008% acrescido do Spread de 1,500%), pelo prazo de 30 anos equivalente a 360 prestações de valor estimado de €517,10, que poderá variar em função da cotação do indexante e da manutenção dos produtos e serviços contratados no Bankinter: Seguro Multiriscos, Seguro de Vida (exemplo para um Cliente com 30 anos) e domiciliação de um ordenado. Pressupõe garantia de hipoteca do imóvel financiado com relação financiamento/garantia de 70%.”
Embora a lei que obriga os bancos aplicar as “taxas negativas”, ainda não foi a votação. As taxas euribor indexadas aos créditos que neste momento estão “todas” negativas, como pode verificar AQUI!


Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

451 Visualizações

Seguros do Barclays – Vendidos a Bankinter e Mapfre

29 de Dezembro, 2015 | por CFinanceiro

A venda dos seguros do Barclays, por 75 milhões, está a ser analisada pela Autoridade da Concorrência. Quem quiser comentar a operação, pode fazê-lo nos próximos dez dias úteis. O Bankinter espera concluir toda a operação em 2016.

A Autoridade da Concorrência já está a analisar a compra da actividade de seguros do Barclays em Portugal pelos espanhóis Bankinter e Mapfre. A operação insere-se na saída do banco britânico da área de retalho nacional. Ainda não há novidades sobre a outra parte do negócio, que envolve a venda do negócio bancário tradicional do Barclays ao Bankinter.
“A operação de concentração em causa consiste na aquisição, pelo Bankinter Seguros de Vida, Seguros e Reseguros, do controlo exclusivo de activos do Barclays Vida y Pensiones Compañia de Seguros, sucursal em Portugal”, assinala o aviso da Concorrência publicado em jornais portugueses esta segunda-feira, 28 de Dezembro.
A empresa compradora é detida, em partes iguais, por dois grupos espanhóis: o banco Bankinter e a seguradora Mapfre. A companhia que está a ser adquirida é a do negócio segurador, do ramo vida, do Barclays. A operação é concretizada por 75 milhões de euros, sendo que o esforço é repartido, em partes iguais, pelo Bankinter e pela Mapfre. A sucursal do ramo vida do Barclays registou um lucro líquido de 12,7 milhões de euros em 2014.
Qualquer interessado em pronunciar-se sobre a operação tem 10 dias úteis para fazer chegar a sua opinião. Normalmente, é um período habitual para que os concorrentes façam notar a sua perspectiva sobre o negócio. O Santander Totta, que tem capitais espanhóis tal como o Bankinter, já se pronunciou publicamente dizendo não recear a concentração: “Sai um concorrente, entra outro”, afirmou António Vieira Monteiro em Novembro.
Este negócio é um dos dois que envolve a saída do Barclays dos negócios bancário e segurador tradicionais em Portugal: a outra parte é a compra, por 100 milhões de euros, apenas pelo Bankinter, dos clientes e da rede de 84 agências que o banco britânico tem em Portugal. Na operação, transitam igualmente 1.002 colaboradores. O Barclays ficará, em Portugal, apenas com multinacionais e grandes clientes.
Fonte: www.jornaldenegocios.pt

Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

Quem é o Bankinter que comprou o Barclays?

21 de Outubro, 2015 | por CFinanceiro

O Bankinter, fez 50 anos em 2015. Foi criado pelo Santander e pelo Bank of America. Esteve envolto em vários rumores de aquisições, como ser alvo de uma OPA pelo Barclays. Não aconteceu. Esteve na corrida pelo Barclays em Espanha. Não ganhou. Agora, comprou retalho do Barclays em Portugal.
Conta com 4.185 funcionários. 51% são mulheres, 49% homens. Estão distribuídos por 526 agências.
Tem, agora, o capital disperso em bolsa e não tem ligação directa aos fundadores. Mas há ainda uma presença. O principal accionista é Jaime Botín, através da sua empresa Cartival, com 22,78% do capital. Era irmão de Emilio, o antigo presidente do Santander, que faleceu no ano passado. De resto, o capital é disperso por investidores com participações mais pequenas, como por exemplo fundos norte-americanos.
O banco reforça, ao longo dos documentos oficiais de apresentações de contas, que os testes de stress que foram realizados na banca europeia “colocaram o Bankinter como o melhor banco cotado em Espanha”.
O Bankinter vale, ao preço de fecho de mercado, 5,9 mil milhões de euros. Uma capitalização bolsista distante dos pares presentes em Portugal: o BBVA vale quase 10 vezes mais, com 50 mil milhões de euros, o Santander ainda mais, com 76 mil milhões. O valor de mercado do Bankinter é superior ao da EDP Renováveis e também à soma das capitalizações do BCP e do BPI.

Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

294 Visualizações

Calculadora de Taxa de Esforço