Simulador de IRS 2018: Vai receber ou pagar em 2019?

6 de Março, 2019 | por CFinanceiro

Fique já a saber se vai pagar ou receber do IRS em 2019. Use o simulador de IRS 2018.

Como usar o simulador de IRS 2018, passo a passo

Passo 1: reunir toda a documentação

Antes de simular o imposto, deve ter à mão os seguintes documentos:

  • Declarações entregues pelos empregadores com informação sobre os rendimentos, as retenções na fonte e as contribuições para a Segurança Social;
  • Senhas de acesso ao Portal das Finanças de todos os elementos do agregado familiar, para consultar as despesas dedutíveis.

Passo 2: Descarregar o ficheiro

É um simulador completo que contempla todas as situações declarativas. Agradecemos ao Francisco Mesquita a construção do simulador. Faça download aqui.

Passo 3: escolher o tipo de tributação

Por exemplo, se for casado ou unido de facto e optar pela tributação conjunta, selecione “Casados, opção pela tributação conjunta”. Caso prefira a tributação separada, assinale “Casados, opção pela tributação separada”…

Passo 4: assinalar o local de residência

Indique o concelho onde vive. Esta informação é essencial para o cálculo do benefício fiscal em sede de IRS atribuído pelos municípios.

Passo 5: indicar informação sobre os filhos

Indique o número de dependentes que tem a seu cargo com idades até três anos ou com mais de três anos.  Assinale, também, o número de ascendentes que vivem em comunhão de habitação com o seu agregado familiar, desde que, em 2018, tenham tido rendimentos brutos anuais até 3 767, 12 euros (269,08 euros mensais).

Passo 5: declarar os rendimentos

Introduza os seus rendimentos brutos de 2018 nas categorias respetivas. Por exemplo, se apenas recebeu rendimentos do trabalho dependente, deve colocá-los em “Categoria A e H”. Indique ainda as retenções na fonte que efetuou em 2018.
Se recebeu pensões de alimentos no ano passado, insira o valor recebido no campo respetivo.
Assinalou a opção “Casal”? Nesse caso, o seu cônjuge, deve proceder da mesma forma, indicando os rendimentos brutos, retenções na fonte e eventuais pensões de alimentos recebidos em 2018.

Passo 6: inscrever as despesas dedutíveis

Insira os valores das suas despesas dedutíveis no simulador de IRS 2018. Para isso, aceda ao Portal das Finanças e entre na sua página pessoal “Consultar Despesas para Deduções à Coleta”. As deduções relativas a 2018 só ficam disponíveis a partir de 15 de março. Se, além de si, o seu agregado familiar for composto por outros elementos (cônjuge e filhos) deve consultar a página de cada um.
Se escolheu a opção “Casados, opção pela tributação conjunta”, some as despesas dedutíveis de todos os elementos do agregado familiar, por categoria, e insira os valores nos campos respetivos.
Caso tenha selecionado a alternativa “Casados, opção pela tributação separada”, inscreva apenas as suas despesas e metade das dos seus filhos (caso existam). O seu cônjuge ou unido de facto deve fazer o mesmo.

Passo 8: calcular o imposto no simulador de IRS 2018

Para saber o valor do seu imposto e quanto vai pagar a mais ou receber de volta, clique em “Voltar ao Inicio” e em seguida “Veja a simulação”.


Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

2267 Visualizações

Uma resposta a “Simulador de IRS 2018: Vai receber ou pagar em 2019?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Calculadora de Taxa de Esforço