O que tem de saber antes de pedir um crédito habitação

4 de Março, 2020 | por CFinanceiro

Artigo Patrocinado

Explorar um simulador de crédito habitação é uma boa forma de começar a perceber que tipo de informações precisa de ter para avançar com um pedido de crédito habitação. Mas antes de fazê-lo, há algumas decisões que tem de tomar.

Quanto vou dar de entrada?

As entidades financeiras só financiam parte do valor do imóvel, que, de acordo com o Banco de Portugal, não deve ir além dos 90%. A menos que esteja a pensar comprar uma casa detida pela própria instituição de crédito, porque nesse caso o valor do empréstimo já pode chegar aos 100%. Noutros casos, conte com uma entrada que represente pelo menos 10% do valor da casa. Se tiver mais capital disponível e puder dar uma entrada maior, melhor, porque isso significa que o valor em dívida será menor, pagará menos juros e conseguirá condições mais vantajosas para o seu empréstimo.

Leia Também: Taxas Euribor 1M, 3M, 6M, 12M(Atualizadas)

Em quantos anos quero pagar o empréstimo?

O senso comum diz que quanto maior for o prazo do empréstimo melhor, porque assim a prestação será mais baixa. Mas quanto mais longo for o empréstimo, mais juros vai pagar, o que significa que quanto maior for o prazo mais vai pagar pelo empréstimo.

O Banco de Portugal recomenda que os novos contratos de crédito habitação não excedam os 40 anos, e que nos próximos anos o prazo máximo se aproxime dos 30 anos.  Mas embora haja no mercado várias opções com a duração máxima de 40 anos, pondere bem a questão da duração do empréstimo e pense se pagar um pouco mais por mês não é preferível a ter de pagar mais no total pelo empréstimo.

Quanto posso pagar de prestação?

Mesmo que esteja disposto a pagar mais, tenha em conta que as boas práticas recomendadas pelo Banco de Portugal estabelecem um limite de 40% de Taxa de Esforço. Quer isto dizer que as despesas com créditos não devem representar mensalmente mais do que 40% do seu rendimento familiar. Tendo isso em mente, faça uma análise realista de quanto pode pagar de prestação, porque esse é um excelente indicador para ter em conta quando definir o intervalo de preço de compra em que a sua casa tem de estar.

Quais são os melhores indicadores para comparar diferentes propostas de Crédito Habitação?

Muitos responderão “spread” a esta questão, mas é importante clarificar que o spread é apenas um custo entre muitos outros do Crédito Habitação, pelo que a proposta com menor spread não é necessariamente aquela em que vai pagar menos pelo seu empréstimo. Se quer identificar a proposta mais vantajosa, olhe antes para a TAEG e o MTIC.

A TAEG engloba as comissões cobradas pelo Banco, os juros, as despesas legais com os impostos e com o registo da hipoteca e os custos dos seguros associados ao empréstimo (o seguro do imóvel e o seguro de vida), pelo quanto menor for a TAEG menores são os custos do empréstimo. Por seu lado, o MTIC tem em conta, para além do valor de crédito concedido, todos os custos associados, nomeadamente juros, comissões bancárias, impostos e outros encargos, apresentado o valor total que irá pagar durante todo o período do empréstimo.

Depois de ponderar bem todas estas questões, avance então para o simulador de crédito habitação com a confiança de poder tomar decisões mais informadas e escolher a melhor solução.


Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

Uma resposta a “O que tem de saber antes de pedir um crédito habitação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Calculadora de Taxa de Esforço

 

NO POPUP AVAILABLE!!