Amortização no Crédito Habitação – Calcule quanto pode poupar!

23 de Novembro, 2020 | por Cláudia Oliveira

Tem um crédito habitação e gostava de antecipar uma amortização? Não sabe se lhe compensa? Descubra as respostas no nosso artigo.

Quando adquiriu o seu crédito junto do banco, acordou um prazo para o seu pagamento e, consequentemente, definiu o número de prestações do crédito e a respetiva prestação mensal. Contudo, esse acordo não é definitivo.  Ou seja, o banco permite-lhe realizar um pagamento antecipado para amortizar parte ou a totalidade da dívida antes do fim do empréstimo.

De forma muito simples, amortizar nada mais é do que abater a dívida a pagar para que o montante final do empréstimo seja menor. Contudo, é importante referir que o banco lhe pode cobrar por essa amortização.

O que deve saber sobre Amortização Antecipada

Antes de decidir avançar com a amortização, deve analisar o valor que pretende amortizar e os custos de amortização, para perceber se compensa ou não. Quando o valor da amortização é pequeno, pode até não compensar, uma vez que os custos associados podem ser bastante elevados. Para além disso, deverá sempre analisar as taxas de juro associadas ao seu crédito, isso fará toda a diferença entre ter uma poupança maior ou menor.

Por fim, deve ter ainda em conta o tipo de amortização que pretende:

1- Amortização Antecipada Parcial

Na Amortização Antecipada Parcial reduz parte do montante do capital em dívida. Neste caso, deve avisar o seu banco com, pelo menos, 7 dias úteis de antecedência.

2- Amortização Antecipada Total

Na Amortização Antecipada Total, paga o total do montante em dívida antes do prazo acordado para o empréstimo. Não se esqueça que também deve cancelar os seguros associados ao Crédito Habitação. Neste caso, deve avisar o seu banco com, pelo menos, 10 dias úteis de antecedência.

_

Veja também: Procedimento junto dos bancos na Amortização Antecipada

Comissões sobre Amortizações Antecipadas

Como já referimos, as instituições de crédito cobram normalmente comissões de reembolso sobre o valor das amortizações antecipadas. Contudo, por lei, não podem ser superiores a:

  • Contratos com Taxa de Juro Variável: 0.5%
  • Contratos com Taxa de Juro Fixa: 2%

Isto significa que, por exemplo, se amortizar parcialmente 20 mil euros, a comissão não pode ser superior a 100 euros num crédito com taxa variável. Por outro lado, num crédito com taxa fixa, a comissão não pode ser superior a 400 euros.

Contudo, as instituições não podem cobrar comissões pelo reembolso antecipado se o motivo pelo qual pretende antecipar esse reembolso for a morte, o desemprego ou deslocação profissional dos titulares do empréstimo.

Calculadora de  Poupança na Amortização

Para o ajudar a perceber na prática se a amortização valerá a pena para o seu caso, disponibilizamos gratuitamente a nossa Calculadora de Poupança na Amortização:

Calculadora Poupança na Amortização

Esta ferramenta permite-lhe perceber no imediato qual é o impacto que a amortização pode ter no seu orçamento e quanto conseguirá poupar. Para a utilizar, precisa dos seguintes dados:

  • Montante do crédito que ainda lhe falta pagar;
  • Taxa Euribor (pode consultar a nossa lista com as taxas atualizadas);
  • A poupança mensal pretendida;
  • Taxa de Spread;
  • Meses em falta para o término do crédito;
  • Tipo de Taxa: taxa variável (0.5%) e taxa fixa (2%);
  • Período de Amortização (única, 3 meses, 6 meses ou 12 meses).

Para perceber como deve preencher os dados na Calculadora e analisar os resultados, assista ao nosso Episódio dos 3 Consultores:

Amortização no Crédito Habitação – Avalie se compensa no seu caso!

Se tem algumas poupanças, amortizar antecipadamente o crédito pode ser muito vantajoso. Contudo, é importante que tenha em mente que a amortização só compensa se tiver de facto algum dinheiro poupado que não lhe faça “falta” para as suas despesas fixas. Para além disso, não se pode esquecer de possíveis situações imprevistas como ficar desempregado. Assim, só avance para a amortização se tiver a certeza que fique seguro financeiramente. Ter um fundo de emergência é sempre uma boa opção!

Por vezes pode não compensar utilizar o valor que tem disponível na amortização, sendo mais vantajoso utilizar uma parte ou a sua totalidade para investir num produto financeiro com pouco risco, por exemplo. Também é importante calcular a amortização noutros créditos que detenha, especialmente aqueles com juros mais elevados.

A decisão de amortizar dependerá sempre de diferentes critérios e por isso deve calcular a poupança que pode conseguir, analisar os custos associados à amortização e também ponderar se a sua situação financeira não sairá prejudicada.

Por fim, não se esqueça que a poupança para conseguir amortizar começa no próprio Crédito Habitação. Ou seja, garanta as melhores condições do mercado para o seu crédito e para os seguros associados. Se precisar de ajuda, preencha este formulário 📝 e fale connosco.

_

Leia também: Use os seus PPRs para amortizar o Crédito Habitação


Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

Deixe o seu comentário

Calculadora de Taxa de Esforço

 

NO POPUP AVAILABLE!!