8 Dicas Fundamentais para Poupar em 2021

21 de Dezembro, 2020 | por Cláudia Oliveira

Com o aproximar do final do ano, é comum chegar aquele momento em que define as suas resoluções de ano novo. A nossa sugestão é que inclua na sua lista o objetivo de poupar em 2021. Como? Deixamos-lhe 8 dicas.

Após um ano tão atípico como foi 2020, o termo “poupança” ganha mais importância para a maioria dos portugueses. Muitos viram os seus rendimentos serem reduzidos, outros ficaram em situação de desemprego. Por essa razão, é fundamental descobrir onde pode poupar no seu dia a dia e assumir esse compromisso para 2021.

Mesmo que esteja numa situação financeira estável, será que não é igualmente importante criar uma poupança para possíveis situações inesperadas? Estar preparado financeiramente é fundamental.

Para o ajudar, reunimos 8 dicas que achamos serem fundamentais para começar a sua poupança.

1.Faça um Balanço de 2020

Antes de avançar para o ano novo e começar a traçar um plano, importa saber o que correu bem ou mal em 2020. Tente responder a algumas destas questões:

  • Quais foram as despesas onde gastou o seu dinheiro? Foram todas essenciais?
  • Quanto recebeu e quanto conseguiu poupar? Poderia ter poupado mais?
  • Que dívidas contraiu? Poderia ter evitado?

Ao responder a estas questões, consegue então perceber o que precisa de ser ajustado para o ano 2021 e assim evitar cometer os mesmos erros. Para além disso, é importante que saiba exatamente como está a sua situação financeira. Isso vai ajudá-lo a definir quanto precisa de poupar em 2021, por exemplo.

2.Crie um Orçamento Pessoal ou Familiar

Costuma anotar todas as suas despesas? Sabe quanto dinheiro lhe sobra no final do mês e quanto está a conseguir poupar? Para o ajudar nesta gestão, opte por fazer um orçamento pessoal ou familiar, dependendo do seu caso.

Pode fazê-lo numa folha de Excel, organizando por categorias as suas despesas e criando alguns gráficos que o vão ajudar a perceber o peso das despesas e o fluxo do dinheiro. É importante que também crie uma categoria para a sua poupança. 

Caso não queira avançar para um orçamento tão detalhado, então pelo menos anote as suas despesas. Escolha o método que lhe for mais conveniente: anotar numa folha de Excel, usar um caderno ou utilizar aplicações móveis. O importante é que escolha um método compatível com o seu dia a dia, sendo o mais cómodo possível para assim evitar arranjar desculpas para não apontar.

Mas não adianta só anotar e anotar, é importante que, semanalmente ou mensalmente, faça uma revisão de tudo o que foi gasto e defina ajustes para o mês seguinte.

_

Leia também: Como Calcular a Taxa de Esforço

3.Poupe no Crédito Habitação

O Crédito Habitação é talvez a despesa com maior impacto na sua vida financeira, não só pelo valor das prestações, mas também por ter uma duração bem mais longa do que outros créditos. Por essa razão, é essencial que acompanhe as alterações do mercado e perceba se existem melhores condições em vigor. O ano de 2020 foi um exemplo disso por causa dos valores históricos da Euribor e também do spread.

A nossa dica é que avalie a possibilidade de transferir o seu crédito para outra instituição financeira com melhores condições. Fale connosco, vamos ajudá-lo a encontrar a melhor opção para o seu caso, tal como já ajudámos várias pessoas. Conheça este caso onde Pouparam 47.916€ por Transferirem o Crédito Habitação.

_

Leia também: Transferências de Crédito Habitação – Todas as Dúvidas

4.Controle os Seguros

Analise todos os seguros que tem: saúde, vida, automóvel, etc. Sabe quais são as coberturas? Sabia que pode ter coberturas duplicadas? É habitual isto acontecer em diferentes seguros. Para além disso, é comum que, com o passar do tempo, deixe de fazer sentido ter algumas coberturas que aumentam o preço do seguro. Exemplo disso é a cobertura de partos no seguro de saúde. Se já não vai ter mais filhos, fará sentido ter essa cobertura? Reserve algum tempo para analisar detalhadamente cada seguro.

Para além disso, o nosso conselho é que procure soluções mais vantajosas no mercado e, se necessário, transfira ou troque o seu seguro. Isso pode significar uma poupança substancial no final do mês.

_

Leia também: Seguro de Vida do Crédito Habitação – Dúvidas ao Transferir

5.Consolide os seus Créditos

Tem muitos créditos? Então avalie se lhe compensa consolidá-los. Ou seja, ao invés de ficar a pagar diferentes prestações, em diferentes momentos, com diferentes valores, passa a pagar uma única prestação com um prazo de pagamento fixo.

Através do Crédito Consolidado, conseguirá:

  • Uma redução considerável da prestação comparativamente ao valor pago anteriormente por todas as prestações. A redução do valor dos seus créditos pode chegar aos 50 ou 60%;
  • A aplicação de uma única taxa de juro inferior às anteriores;
  • Uma única data de pagamento: se possui várias prestações mensais com diferentes datas de pagamento, terá assim maior praticidade no pagamento dado que só terá uma prestação com uma data de pagamento fixa;
  • Aumento do prazo de pagamento.

É importante que aproveite estas vantagens e comece desde o início a tentar criar soluções, como uma poupança, por exemplo, que o salvaguardem de futuras situações financeiras mais frágeis. 

Para saber como deve fazer para consolidar os seus créditos, consulte o nosso artigo Crédito Consolidado: Juntar os seus Créditos? Saiba como o pode fazer! 

6.Corte nas Despesas

Será que consegue reduzir a fatura de eletricidade ou da água? E nas compras do supermercado? Consegue evitar almoçar ou jantar tantas vezes fora? No meio de tantas despesas mensais, há certamente algumas que podem ser reduzidas. Comece por adotar simples hábitos de consumo como evitar o desperdício, desligar todos os aparelhos eletrónicos em casa e fazer sempre a sua lista de compras.

Mesmo que sejam apenas alguns euros em cada fatura ou despesa, é dinheiro que pode usar para a sua poupança. No final do ano terá poupado uma quantia razoável.

_

Leia também: 8 Dicas para Poupar na Fatura de Eletricidade

7.Defina Metas para o Novo Ano

Definir metas e objetivos é essencial para a sua vida financeira, isso vai obrigá-lo a assumir um compromisso consigo mesmo. Contudo, não adianta colocar coisas como “Poupar no ano de 2021”. Ou seja, habitue-se a especificar exatamente quanto quer poupar, em quanto tempo e que medidas precisa tomar para isso. Por exemplo: “Poupar 20€ por mês ao reduzir as viagens de carro”. Outra dica importante é colocar esse dinheiro que poupa de lado. Ou seja, não o deixar disponível para outros gastos e ir criando o seu “pé de meia”.

Se tem dívidas, comece por estabelecer em quantos meses as quer pagar e assuma o compromisso de não contrair mais dívidas até pagar as que tem atualmente. Vá controlando mensalmente se está a cumprir com os seus objetivos.

_

Leia também: Prescrição de Dívidas – Conhece todos os prazos?

8.Mantenha-se Informado

O conhecimento vale dinheiro! Conheça os seus direitos, mantenha-se informado da legislação em vigor e das alterações do mercado.  A título de exemplo, deixámos-lhe algumas questões:

Assim, ao manter-se informado dos seus direitos, pode conseguir poupar muito dinheiro. E como sabemos que existe demasiada informação dispersa, o nosso conselho é que nos continue a acompanhar por aqui. Todas as semanas temos novos conteúdos que o vão ajudar a tomar decisões informadas.

Junte-se também a nós no nosso Canal de Youtube, na nossa Página e no Grupo de Facebook e tenha acesso a diferentes conteúdos em primeira mão. Não se esqueça de subscrever a nossa newsletter 👇  para receber o resumo dos temas da semana.

Poupar em 2021 – Não arranje desculpas e comece já a poupar!

Seja qual for a sua situação atual, há sempre formas de conseguir poupar e reduzir os seus gastos. Mesmo para quem tem um rendimento reduzido, é sempre possível fazer alguns ajustes.

Por fim, lembre-se que, quanto mais cedo começar, mais conseguirá poupar. Se for o caso, envolva a sua família na poupança.

_

Leia também: 6 Apps para Gerir as suas Finanças Pessoais


Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

Deixe o seu comentário

Calculadora de Taxa de Esforço

 

NO POPUP AVAILABLE!!