7 Dicas para comprar um carro e não se arrepender

11 de Dezembro, 2020 | por Cláudia Oliveira

Já decidiu que vai comprar um carro? Então siga primeiro as nossas dicas antes de comprar e evite fazer más escolhas.

Comprar um carro, seja novo ou usado, é sempre um investimento elevado e, por essa razão, é algo que deve ser feito de forma ponderada e com alguns cuidados. A pensar nisso, reunimos uma lista dos principais cuidados que deve ter na compra de um carro, incluindo o seguro automóvel.

1.ANALISE O MERCADO

Comprar um carro não é uma decisão na hora. Não se deixe levar pela habilidade comercial dos vendedores e não compre por impulso. Os vendedores podem ser bem convincentes e pode acabar por fazer um mau negócio.

Reserve tempo para ver algumas viaturas, pedir opiniões e pesquisar online outras opções ou mesmo informação sobre a viatura pela qual tem interesse.

2.O USADO PODE SER O MELHOR

Comprar um carro novo é algo tentador mas será que lhe compensa? Os encargos de um carro novo, comparativamente a um carro usado, são superiores. Para além disso, a partir do momento que sai do stand, já está a perder dinheiro devido à desvalorização. Contudo, claro que também tem algumas vantagens como é o caso da ausência de problemas anteriores, zero quilómetros e até ser mais ecológico.

Mas ao optar por um usado ou semi-novo, também pode encontrar um bom carro, mas com um preço bem mais atrativo. Tenha apenas o cuidado de analisar o número de quilómetros, número de acidentes, estado do automóvel, entre outros fatores.

3.OPTE POR COMPRAR UM CARRO ECONÓMICO

O custo de um automóvel não se resume ao que paga na hora de o levar para casa. Na hora de escolher, tem de considerar os custos com combustível, seguros, imposto de circulação, manutenção, pneus, etc. Mais do que o valor do carro, estes serão os fatores que o vão fazer gastar mais dinheiro ao longo do tempo, por isso é importante que opte por uma carro económico, mesmo que isso implique investir um pouco mais na altura de comprar.

Para o ajudar nesta tarefa, pode recorrer ao Simulador da DECO que compara os automóveis com base no valor da compra, custo do combustível, IUC, manutenção, seguro e pneus.

Simulador Automóvel DECO Proteste

_

Leia também: Isenção do IUC – Descubra se tem direito e como pode pedir

4.PERGUNTE A QUEM PERCEBE

Se tem uma relação de confiança com o seu mecânico ou tem um amigo entendido no assunto, então aproveite e peça ajuda. Se possível, leve-o consigo quando for ver a viatura. Uma opinião especializada é muito importante na hora de avaliar se o carro está em bom estado para comprar, se é um valor justo e claro, se é uma boa opção para si. Desconfie se o vendedor não quiser que leve um acompanhante.

5.SEJA MINUCIOSO

Quando for experimentar e ver o carro, analise tudo: pneus, jantes, interior, componentes elétricos, pintura, etc. Teste o travão ou acelerador, preste atenção ao barulho do motor ou qualquer outra parte vital do carro. Isto é crucial se for comprar um carro que não é novo.

Embora possa parecer “chato”, não tenha vergonha de o fazer nem de questionar o vendedor sobre qualquer problema. Ao garantir que está tudo bem com o carro, aumenta as possibilidades de no futuro não ter tantos gastos com o automóvel.

_

Leia também: Comprou um carro e encontrou um problema? Acione a garantia!

6.ESTIPULE QUANTO QUER GASTAR E COMO PAGAR

Não vá visitar um stand sem saber quanto quer gastar. Ou seja, primeiro analise o seu orçamento pessoal ou familiar e defina o valor que pode investir num carro. Segundo o conhecido Banco Bankrate, uma regra de ouro é não gastar mais de 25% do orçamento familiar com o total de veículos que tem na garagem. Esta fasquia inclui, não apenas os pagamentos mensais, mas também os gastos com combustível e/ou seguro do ou dos veículos.

Depois de estipular esse valor, é muito importante saber se consegue pagar a pronto pagamento ou se terá que fazer um crédito. O pronto pagamento é sempre uma boa decisão de poupança porque lhe liberta do pagamento dos juros com o empréstimo e ainda pode usufruir de algumas promoções proporcionadas pelos stands. Apesar de mais vantajosa, pode não ser a opção ideal para si. Analise com cuidado.

7.ATENÇÃO AO CRÉDITO AUTOMÓVEL

Se decidiu que vai fazer um empréstimo, então pesquise e compare todas as ofertas do mercado com o mesmo cuidado com que pesquisa o carro. Não se esqueça que esta será uma despesa que vai pesar no seu orçamento, então é importante que tenha a real noção de como vai funcionar o pagamento, os juros, etc. Uma boa dica é calcular a sua taxa de esforço percebendo quanto é que a prestação lhe vai “roubar” do seu rendimento total. Divida a prestação que vai pagar pelo rendimento e multiplique por 100 e terá o resultado em percentagem.

Atenção aos restantes gastos que o carro lhe vai trazer, contabilize-os nas suas contas.

_

Leia também: Como Calcular a Taxa de Esforço

Comprar um Carro – Faça um escolha ponderada!

Decidir qual o carro que quer comprar está longe de ser uma tarefa fácil. Mas deve ter em mente que, para além dos seus gostos pessoais, deve garantir pelo menos estes 7 cuidados que enumerámos. Não há uma fórmula mágica para fazer a “escolha mais acertada”, isto porque há vários critérios a considerar. Claro que, se o seu orçamento permitir um gasto mais avultado, então a escolha acabar por ser mais fácil.

Não se esqueça que, na hora de dizer “É este”, já deverá ter analisado várias opções diferentes e avaliado, não só o peso do investimento, mas também o custo a longo prazo.

_

Leia também: Matrículas Novas – É obrigatório mudar?


Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

536 Visualizações

Deixe o seu comentário

Calculadora de Taxa de Esforço

 

NO POPUP AVAILABLE!!