3 Razões para escolher o Cartão de Débito (e não de Crédito)

19 de Novembro, 2020 | por Cláudia Oliveira

Escolher entre o Cartão de Débito ou de Crédito pode ser uma decisão difícil. Conheça alguns motivos que o vão ajudar a perceber que talvez o Cartão de Débito seja a melhor opção para o seu caso.

A grande a diferença entre o Cartão de Débito e de Crédito é a saída ou não do dinheiro no imediato. Ou seja,  o Cartão de Crédito funciona com a regra ““compre agora, pague depois”. Assim, as transações não ocorrem no imediato ao contrário do que acontece com o Cartão de Débito. A utilizar o Cartão de Débito estará a pagar no imediato com o dinheiro que tem na conta, quase como se realizasse os pagamentos em “dinheiro vivo”.

Embora o Cartão de Crédito possa ser tentador, especialmente pelo conjunto de benefícios associados que os bancos normalmente apresentam, deve ter sempre em mente que o Cartão de Crédito pode prejudicar as suas finanças. Tudo depende do seu perfil de consumidor e do controlo que tem. Já o Cartão de Débito, pode ser um aposta mais “segura”. Porquê? Temos 3 razões para si.

1.Controlo Financeiro

O primeiro motivo, e sem dúvida o mais importante, é a possibilidade que o Cartão de Débito lhe dá no controlo e gestão do seu dinheiro. Isto porque, toda e qualquer transação financeira acontece no momento e o dinheiro é retirado no imediato. Assim, mal acaba de realizar o pagamento, já sabe com quanto dinheiro ficou na sua conta bancária.

Este acompanhamento em “tempo real” permite-lhe controlar tudo ao detalhe, sem cometer gastos que não pode suportar. Para além disso, atualmente é ainda mais fácil controlar todos movimentos porque pode fazê-lo através da app do seu banco ou no portal.

Para além desse controlo da conta, aconselhamos que também recorra a aplicações ou simples anotações para registar quanto está a gastar. Depois, vá cruzando esses registos com o seu orçamento familiar para evitar surpresas desagradáveis no final do mês.

_

Leia também: Débitos Diretos – Controla a sua conta bancária?

2. Compra no Imediato

Para garantir que respeita o seu orçamento, é importante que gaste menos do que ganha. Esta é uma regra vital para assegurar uma maior estabilidade financeira.

Com o Cartão de Débito não consegue gastar mais do que realmente tem, mesmo que queira. Já com o Cartão de Crédito, é difícil respeitar esta regra porque o dinheiro não sai no imediato e ainda há o montante disponibilizado pelo banco. Há inclusive consumidores que nem sequer sabem as condições e o montante máximo que acordaram com o banco.

Este controlo imediato têm um impacto significativo na sua gestão financeira, evitando gastos exagerados e, na pior das hipóteses, a acumulação de dívidas. De forma simples, só gasta o que tem.

Numa perspetiva mais emocional, o efeito do imediato e o conhecimento real do dinheiro que se tem, leva muitos vezes à criação de um alerta. Esse alerta é importante para o fazer perceber que a sua situação financeira pode estar a ficar complicada. Ou seja, percebe que está a ficar com pouco dinheiro na conta e que por isso não deve continuar a comprar indiscriminadamente. 

_

Leia também: 7 Despesas que prejudicam as suas finanças

3. Vinculação à Conta Corrente

Utilizar um Cartão de Crédito pode ser um desafio para quem tem dificuldade em manter uma organização financeira. Isto porque é complicado administrar gastos realizados com diferentes opções de pagamento e depois conseguir conciliar tudo para ter uma visão geral da sua situação financeira. Além disso, há datas específicas para a retirada do dinheiro em dívida, o que pode dificultar ainda mais a organização e o controlo dos gastos.

Já com o Cartão de Débito, por estar associado apenas uma conta corrente, é muito mais simples conseguir organizar-se. De forma simples, existe um conta onde o dinheiro entra e sai e que pode movimentar, havendo a retirada do dinheiro no momento. Por isso é que o Cartão de Débito também é a melhor opção para as compras do “dia a dia”. 

Esta vantagem é especialmente importante para quem vai iniciar a sua gestão financeira e não tem muita “experiência” em organizar-se.

Cartão de Débito: Analise se é a melhor opção para o seu caso!

Quer o Cartão de Débito quer o Cartão de Crédito têm vantages e desvantagens. O Cartão de Crédito, por exemplo, normalmente tem benefícios associados como seguros, promoções ou programa de pontos. O mesmo não se aplica ao Cartão de Débito, por exemplo. Contudo, essas vantagens ou desvantagens só o são dependendo do seu controlo e gestão financeira.

Por isso, na hora de escolher, não se deixe “levar” pela pressão que muitas vezes acontece por parte da entidade bancária para escolher o Cartão de Crédito. Informe-se previamente e faça também uma avaliação ao seu perfil de consumidor. Talvez o Cartão de Débito seja a opção mais adequada para conseguir um maior controlo financeiro.

Quer opte pelo Cartão de Débito ou de Crédito, não se esqueça de analisar os custos com a manutenção de conta, disponibilização de cartões, levantamento de numerário, aquisição de cheques e transferências, entre outros. Use o Comparador de Comissões do Banco de Portugal para o ajudar nessa tarefa.

_

Leia também: Fim das Comissões Bancárias Aprovado


Partilhe este artigo

Facebook Twitter Email LinkedIn Reddit WhatsApp Telegram

Deixe o seu comentário

Calculadora de Taxa de Esforço

 

NO POPUP AVAILABLE!!