Conhece o Poder dos Juros Compostos?

Uma das grandes vantagens de se investir, ou poupar para longo prazo, são os chamados juros compostos.

Um simples exemplo para verem a diferença de um investimento com juros simples e juros compostos ao longo de 25 anos num investimento de 1.000€ e com uma taxa indicativa de 6%/ano.

Em 25 anos de investimento com juros simples, se aplicarmos 1.000€, estes transformam-se em 2.500€, mas com juros compostos os 1.000€ valorizam-se para 4.290€.

25 anos pode até parecer muito, mas no fundo estamos a falar em alguém que se encontra hoje nos 40/45 anos e que comece agora a poupar para a sua reforma.

Leia Também: 5 DICAS PARA QUEM QUER SE INICIAR EM FUNDOS DE INVESTIMENTO

Porquê esta diferença?

A diferença está na forma de investir ou reinvestir os juros, é ganhar juros de juros, o juro pago em cada período é acrescentado ao capital inicial e reinvestido.

Se no primeiro ano os juros são sobre 1.000€, no segundo serão sobre 1.060€ e no terceiro sobre 1.123,60€, e assim consecutivamente.

Infelizmente os depósitos a prazo, para além do fraco retorno, não permite este reinvestimento directo dos juros automaticamente, ou seja, são depósitos com juros simples, uma forma de dar a volta é o depositante voltar a colocar a totalidade do valor recebido na altura de pagamento de juros, o único senão será o IRS retido na fonte na altura do respectivo pagamento.

Mas não só nos depósitos a prazo podemos fazer esta forma de “multiplicação do dinheiro”, embora não possamos falar em “juros”, temos aplicações financeiras no mercado em que reinvestir capital + mais valias é algo comum, nomeadamente nas Acções, ETF´s, Fundos de Investimento etc., com todas as vantagens de a longo prazo o retorno ser de facto muito maior do que se não houvesse este reinvestimento dos juros ou das mais valias.

Bons investimentos

 

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.