10 razões para a venda de imóveis através do proprietário não resultar

10 razões para a venda de imóveis através do proprietário não resultar

Os proprietários que tentam a venda de imóveis por sua conta são, regra geral, motivados por diversas razões. Se há muitos que o fazem porque querem poupar o dinheiro que gastariam com a aquisição do serviço a uma mediadora imobiliária, outros são iludidos pela ideia de que não necessitam de um profissional para vender a sua casa.
Independentemente das razões que levam a esta decisão, há diversos estudos que demonstram que apenas menos de 10% da venda de imóveis através do proprietário têm sucesso.

Existem várias razões para que a venda de imóveis através do proprietário não resulte. Algumas das principais são as que se seguem:

1) Demasiados intermediários

Quem decide tentar venda de imóveis por sua conta e risco tem que lidar e negociar com vários intermediários, entre os quais:

  • O comprador, que procura o melhor negócio possível;
  • O agente do comprador, que representa os seus interesses;
  • Em alguns casos, o advogado do comprador;
  • Empresas de inspeções técnicas a imóveis, contratadas pelo comprador;
  • Bancos(Imóvel com hipoteca);
  • Em alguns casos, o avaliador de imóveis.

Sem a ajuda de um agente imobiliário experiente, ter que lidar com tantos intermediários pode revelar-se, para o proprietário, uma tarefa difícil.

2) Os proprietários não sabem como preparar a casa para a venda

A maioria dos proprietários não sabe que existe uma série de tarefas a fazer antes de colocar a casa à venda. Essas tarefas incluem, geralmente:
– Limpezas;
– Pintar divisões;
– Fazer eventuais reparações ou pequenas obras;
– Recorrer a profissionais para a limpeza do chão ou carpetes;
– Substituir lâmpadas ou candeeiros antigos.

É importante entender que só existe uma oportunidade para impressionar os potenciais compradores, e ao negligenciar estas dicas, muitas vezes os proprietários reduzem as possibilidades de venda dos seus imóveis.

3) Os proprietários podem não saber fazer uma triagem correta dos potenciais compradores

É comum que os proprietários não saibam as diferenças entre pré-qualificação e pré-aprovação, e que os compradores, idealmente, devem estar pré-aprovados ou, pelo menos, pré-qualificados.
Isso leva a que compradores que não estão qualificados façam visitas, o que acaba por ser uma perda de tempo. Não saber se um comprador está apto a comprar a casa é um entrave para os proprietários que tentam vender imóveis sem recorrer a profissionais.

4) Os proprietários não conseguem responder às questões dos compradores

Tratar das questões apresentadas pelos compradores e coordenar as visitas às casas são pré-requisitos para concretizar a venda. No entanto, muitos proprietários não estão capacitados para lidar com essas questões, ou nem sequer têm tempo. Organizar as visitas pode revelar-se uma tarefa complexa, porque hoje em dia os potenciais compradores e agentes querem respostas rápidas às suas questões e não pensam duas vezes na hora de mudar para o próximo potencial imóvel se essas questões não tiverem resposta.

5) Os proprietários não compreendem o conceito de ‘golden time’

O conceito de ‘golden time’ diz-nos que os proprietários ganham mais dinheiro com a venda se a conseguirem concretizar nas primeiras semanas em que a casa é colocada no mercado. Quanto mais tempo as casas estão à venda, menos dinheiro os potenciais compradores estarão disponíveis para dar por elas.

Se o proprietário tentar vender a casa antes de contratar um agente e não conseguir, perde essa janela de tempo – o ‘golden time’. Isso elimina os potenciais compradores que já visitaram o imóvel e até podem ter feito ofertas interessantes – mas já partiram para outras ofertas.

6) Os proprietários não compreendem os procedimentos contratuais

Um contrato de compra de uma casa envolve muito mais questões do que o preço oferecido pelo comprador. Os contratos imobiliários têm vários prazos e cláusulas, envolvendo ainda contingências como as inspeções ou hipotecas.

Muitos proprietários não estão a par de todas estas questões e podem não compreender com o que é que estão a concordar ou como negociar determinadas partes do contrato.

7) Os proprietários não sabem como lidar com os resultados das inspeções aos imóveis

Após as inspeções quase sempre se encontram problemas com as casas, mesmo quando são relativamente recentes. Nessas situações, o potencial comprador pode solicitar a resolução dos problemas antes de avançar para a transação. As coisas podem ainda complicar-se se o proprietário não reconhecer que há um problema na casa, recusando os resultados da inspeção. Como resultado, a oferta cai por terra.

8) Os proprietários não sabem avaliar corretamente as casas

Devido à falta de experiência, os proprietários cometem muitas vezes o erro de avaliar incorretamente o imóvel, colocando um preço demasiado alto, o que reduz as chances de fechar o negócio.

9) Falta de exposição

As casas vendidas diretamente por proprietários podem ser colocadas em alguns websites, mas muitos deles só o permitem a agências imobiliárias, o que leva a que os imóveis não tenham exposição suficiente no mercado. Ao contratar um agente imobiliário, este está dotado das ferramentas necessárias para dar ao imóvel a exposição necessária tanto online como offline.

10) Os proprietários falham na altura de fechar o negócio

Mesmo depois de a oferta ser aceite, existem vários aspetos com os quais se tem que lidar antes do fecho do negócio, como por exemplo:

  • Ter as inspeções terminadas dentro do tempo definido;
  • Garantir que o advogado aprova o contrato;
  • Tratar da escritura de compra e venda e de todas as questões contratuais.

Com tantas questões e entraves, podemos concluir, é normal que se encontrem muito poucas casas à venda apenas pelo proprietário no mercado.

Artigo Original: www.inman.com

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.